Skip to content

2020, o ano perdido [apresentação da coletânea Crônicas Pandêmicas]

Escrito por

Mylle Silva

Texto de apresentação da coletânea de histórias em quadrinhos Crônicas Pandêmicas, escrita e produzida pelos meus alunos de Roteiro para HQ da Gibiteca de Curitiba.

O lançamento da edição digital aconteceu no dia 14 de dezembro de 2020 e está disponível para leitura na Amazon.

Durante a produção da HQ, nós formamos o Coletivo Biarticulado de Criação. Siga @coletivobiarticulado no instagram e acompanhe nossas próximas publicações.


Pandemia. Quarentena. Isolamento. Vacina. Use máscara. Fique em casa.

Em dezembro de 2020, o mundo do qual escrevo não aguenta mais ouvir essas palavras. Então, o que levaria você a ler logo uma coletânea de histórias em quadrinhos com o tema “pandemia”?

Para te convencer, preciso voltar duas casas, a uma realidade pré-pandêmica.

Em fevereiro, na nossa primeira reunião de 2020, falei sobre os meus planos para o ano: ao invés de ministrar uma oficina avançada de roteiro, meu objetivo era orientar cada aluno na produção de uma nova HQ. Teríamos até o início de agosto para finalizar os projetos e lançá-los na Bienal de Quadrinhos de Curitiba.

Bonito, né? Também achei, na época. Ousei fazê-los sonhar até mesmo com uma mesa coletiva, na qual todos poderiam vender suas publicações.

Um mês e meio depois, foi a vez da realidade se mostrar. Caminhei da Gibiteca de Curitiba para casa pela última vez no dia 12 de março. A partir de então e por tempo indeterminado, nada de aulas presenciais.

Medo. Confusão. Incerteza. E tudo mais que sentimos em conjunto – inclusive esperança.

A existência da coletânea Crônicas Pandêmicas é a prova de que, mesmo com as expectativas frustradas, a sementinha daquele sonho rendeu seus frutos – inesperados, surpreendentes e saborosos.

Apesar das nossas conversas ao longo de 2020 terem acontecido à distância, o processo de produção da coletânea nos uniu – tanto que, no meio da produção, evoluímos de uma turma de alunos da Gibiteca de Curitiba mediados por uma professora (no caso, eu) para um grupo de criação: o Coletivo Biarticulado.

Juntos, decidimos lançar novos olhares sobre a pandemia. Seis olhares deslocados da realidade que se apresentava – alternativas para que tanto nós quanto você, leitora ou leitor, vivamos outras histórias.

Nessa coletânea, você poderá viajar pelo tempo, encarar a solidão, apaixonar-se da sua varanda, lançar granadas de álcool em gel, sacrificar seu mentor quase zumbi e hackear um cassino intergaláctico – talvez não nessa ordem.

Por tudo isso, o trabalho que você tem em mãos é o sinônimo da nossa vitória coletiva. Dos desafios (pequenos ou grandes, se é que isso importa) que superamos juntos. Sonhamos, planejamos, discutimos, opinamos nas histórias uns dos outros, criamos, desenvolvemos, divulgamos e, por fim, chegamos aqui.

Aperte os cintos, aproveite a leitura e lembre-se: tudo é passageiro – inclusive o cobrador, o motorista e a pandemia.

Capa coletânea histórias em quadrinhos Crônicas Pandêmicas Coletivo Biarticulado

Sinopse da HQ Crônicas Pandêmicas

Você está prestes a ingressar no ônibus pandêmico guiado pelo Corona Pai. Prepare-se para viajar pelo tempo, encarar a solidão, apaixonar-se da sua varanda, lançar granadas de álcool em gel, sacrificar seu mentor quase zumbi e hackear um cassino intergaláctico – talvez não nessa ordem.

Crônicas Pandêmicas é uma coletânea com seis histórias em quadrinhos que representam as diversas visões sobre esse tal de “Novo Normal”, com extrapolações, reflexões e alguma esperança. É a primeira produção do Coletivo Biarticulado.

Crônicas Pandêmicas

Coletânea de histórias em quadrinhos
69 páginas
Colorido
Coletivo Biarticulado + Têmpora Editora
Formato digital (.mobi)
Disponível na Amazon
R$9,90

Anterior

HQ Entre os Atos de Sidéria – processo criativo da produção do roteiro

Próximo

Qual é o lugar da arte na sua vida?

Escreva para mim

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *