Skip to content

Arquivo:

Crônicas

Do tempo em que streaming de anime era tudo mato

Depois de conhecer o backstage dos festivais japoneses, fui tragada por uma vontade inexplicável de criar meu próprio evento. Como desde cedo fui tomada pela maldição empreendedora, não foi difícil saltar de vendedora da Avon e porcarias feitas de crochê para produtora de eventos. Já adianto: o título é mais pomposo do que a função. […]

Nascida no mês das sakuras

Sakura – ou cerejeira – é a árvore símbolo do Japão. Por cinquenta semanas, é uma planta como outra qualquer, ora com folhas bem verdinhas, ora com galhos finos à mostra. Mas, todos os anos, durante dez dias, ela se torna especial. No Japão, a florada coincide com o início da primavera. Depois de ostentar […]

Festividade a la japonesa

Eu e a matemática somos boas amigas. É raro me perder com os números, fator crucial para minhas escolhas próximas e futuras. Mas nenhum cálculo rápido seria capaz de acalmar as aglomerações de pessoas com uma causa em comum: matar a fome de comida japonesa. Um dos primeiros passos para conviver com a comunidade japonesa […]

Vamos nos unir (ou algo assim)

No final início dos anos 2000, os mangás, histórias em quadrinhos japonesas, chegaram ao Brasil e formaram uma geração de leitores do gênero. Acompanhados pelos animês, os desenhos japoneses, transmitidos em canais tanto abertos quanto por assinatura, a cultura japonesa encantou milhares de crianças e adolescentes que hoje estão na faixa dos trinta anos. E […]

Se o Monte Fuji não vem até mim… eu sento e espero

A escola até que era um bom ambiente para encontrar algumas espécies de colegas-pokémon, mas, em certo momento, me saturou. Eu tinha uma inexplicável sede de pessoas naquela época – queria saber como os outros faziam, como se comportavam, como era o mundo fora dos muros de casa e da escola. De fato, nos meus […]

Japão, eu escolho você!

Numa manhã qualquer de junho, o céu tornou-se negro e ficamos todos assustados dentro da sala de aula: o fim do mundo estava chegando. O ano era 1999 e a profecia de Nostradamus, no imaginário de adolescentes, frutificava. Mas, ao que tudo indica, hoje (quase) não vivemos em uma realidade paralela e estamos todos bem. […]

Um chamado na Torre de Tóquio

Olhos vidrados na tela. É bem provável que eu tivesse acabado de fazer dez anos quando as vi pela primeira vez, nas férias de julho. Lembro-me de ver uma delas, em uma espécie de vala, fraca e sangrando, mas sem desistir da luta. Suas amigas eram mantidas reféns pelo vilão da vez (que logo se […]